O reino dos céus é a misericórdia e o perdão.

   Ontem, as irmãs do Grupo Plenitude foram acompanhar a nossa Pastora Sirlene em visita a igreja Assembléia de Deus Atalaia. Lá foram entoados louvores a Deus e podemos ouvir a Palavra do Senhor pela vida da nossa pastora.
Lemos em Mateus 18: 23-35 sobre o perdão.
Será que sabemos perdoar? O que é o perdão?

Aprendemos que perdoar é esquecer por completo o mal que nos feito; o perdão vem do coração, é sincero, é generoso e não fere o amor próprio do ofensor. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras, pois é um processo mental ou espiritual de cessar o ressentimento ou raiva contra alguém ou a si mesmo.

Nesta parábola, o servo pede perdão ao seu senhor pela sua divida e é perdoado, mas quando um companheiro lhe pede perdão de uma divida (bem pequena, comparada a que ele mesmo devia), ele não pensa duas vezes e o manda a prisão até que pagasse.

Jesus nos ensina a perdoar para ser perdoado.
O senhor representa Jesus, justo juiz; os servos representam a cada um de nós. E como Ele nos perdoa, devemos perdoar nossos irmãos.
Trata-se não apenas de conceder um pedido de perdão, como também de oferecer o perdão. Muitas vezes pensamos assim: – Tal pessoa tem que vir e pedir perdão! E porque não o oferecemos a quem nos magoou? Nosso orgulho nos impede de fazê-lo? Por vezes sim! Principalmente quando quem nos ofendeu não demonstra nenhum interesse em pedir perdão e nem se propõe a reparar o dano causado.

Através dessa parábola Jesus faz uma surpreendente revelação para qual muitos não querem atentar, Ele nos mostra que Deus perdoa, mas também pode negar o perdão,
Salmos 130:4 Mas contigo está o perdão, para que sejas temido.
Deus é conhecedor de todas as coisas e não adianta fingirmos que perdoamos, pois Ele vê o desejo secreto de vingança ou o ódio atrás do sorriso; Ele não se impressiona com meras palavras quando em nossos corações a atitude é outra.

Precisamos desenvolver a capacidade de perdoar. Só a graça de Deus nos molda até alcançarmos o nível de varão valoroso.
O perdão é incondicional. Se houver algum “se” ou “porém”, já não é perdão e quando não perdoamos, nossas bênçãos ficam retidas.
Deus nos ama da mesma forma que ama quem nos fez mal. Ele enviou seu único filho para nos salvar. Todos nós, amigos ou inimigos, negros ou brancos, homens ou mulheres, idosos ou crianças!

Hoje vemos que a maioria dos filmes, novelas, desenhos gira em torno de vingança, mas devemos ficar longe desse sentimento. Nossa vida cristã não é um mar de rosas, sem problemas ou desilusões, ofensas ou mal entendidos, desprezo ou magoa por pessoas de nosso convívio, contudo Jesus nos leva a viver agindo sempre com perdão.

Perdoar é uma virtude que poucos sabem usar. Quem perdoa vive em comunhão com Deus.
Lembramos sempre que perdoar é esquecer!

            Que possamos perdoar verdadeiramente a quem nos ofendeu.

2 comentários (+add yours?)

  1. JOSEFA
    Out 30, 2011 @ 22:03:56

    Uma história sobre dois monges no japão . Andando um dia embaixo de uma chuva forte num caminho coberto de lama encontraram uma moça bonita com vestido de seda sem meios para atravessar um riacho.Venha comigo disse Tansan.ele a levantou nos braços e atravessou o riacho deixando a do outro lado.Ekido o outro monge não disse nada até aquela noite quando eles chegaram no templo.Ai não conseguiu se controlar mais . Nós não nos aproximamos de mulheres ele disse a Tansan especialmente quando são jovens e bonitas .É perigoso.Porque voce fez isso, Eu fiz para ajudar explicou Tansan, E eu deixei ela lá ,a beira do riacho,enquanto voce ainda a esta carregando. conclusão : quantos pecados dos outros nós ainda carregamos.

    Responder

  2. Denise
    Out 21, 2011 @ 05:50:31

    Diante destas oportunidades é que compreendemos a importância de um espaço como este, onde podemos acompanhar ler e reler textos inspirados por nosso Senhor. Não participei do culto mencionado, mas lendo o texto sinto-me tocada por esta palavra.
    Pessoalmente, acredito que o perdão seja o exercício cristão mais difícil de ser realizado e também o que mais nos aproxima de Deus, porque demonstra obediência a sua vontade e desapego aos valores do mundo.
    Como dizem: Coração que não perdoa, não merece o perdão.

    Responder

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: